Grupo somali convida estrangeiros para guerra santa

al_shabaabA Somália é o fio-fó do mundo, disso não há muita dúvida. Aquele lindo recanto abandonado por qualquer deus, fada, gnomo ou mesmo orc. A vida naquele cantinho miserável e explosivo do mundo é algo pra lá de complicado, pois o medo domina a população. E se não bastasse tudo isso, os membros da milícia islâmica de lá, a Al-Shabaab, se opõe fortemente ao pseudogoverno chamado de GFT (Governo Federal de Transição), que na verdade não governa coisa alguma. A Al-Shabaab agora está “recrutando” voluntários para o que eles chamam de guerra santa, convidando jovens somalis que estejam no exterior, juntamente com guerrilheiros estrangeiros, para que se unam à sua causa estúpida e ridícula de fundamentar mais uma teocracia escrota e sanguinária.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Sudanesa é condenada a um mês de prisão por usar calças

lubna_al-hussein2A jornalista sudanesa Lubna Ahmed al-Hussein foi condenada a um mês de prisão após se recusar a pagar uma multa por “se vestir de forma indecente” porque estava usando calças, segundo informações divulgadas pelos advogados  em 07/09. Ela recusou-se a pagar a multa de US$ 200 “para não dar nenhuma legitimidade ao veredicto”, informou o advogado Nabil Adib.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Britânica é detida por chamar ursinho de pelúcia de Maomé

Segundo a agência de notícias EFE, uma professora britânica foi presa no Sudão acusada de insultar a fé e a religião. Gillian Gibbons, 54 anos, está detida na capital do país, Cartum. Meios de comunicação afirmam que Gibbons foi presa depois de permitir que sua turma, com idade em torno de 7 anos, desse o nome de Maomé a um ursinho. O fato pode ser considerado uma grave ofensa ao profeta Maomé. Na lei islâmica, a blasfêmia é punida com 40 chicotadas. Continue lendo