Cyberbullying: A Violência Infantil no mundo digital e suas vítimas

devil_childO Bullying é o ato covarde propalado pelos bullies (em bom português, valentões), que não passam de um bando de idiotas que usam sua condição de superioridade física, numérica ou mesmo hierárquica para impor medo e agir menos como selvagens, pois até mesmo as tribos ditas “selvagens” não agem feito uma cepa de retardados. O bullying está presente desde o colégio, até mesmo em empresas, passando por faculdades, forças armadas, vizinhança etc. O mundo virtual – o chamado ciberespaço (do termo em inglês cyberspace) –, como sendo um reflexo de nosso mundo real, Neo, não fica diferente disso, ainda mais quando se conta com a facilidade de se esconder por trás de uma tela brilhante, dando uma suposta liberdade de se fazer oi que quiser, causando até mesmo mortes de adolescentes. Aqui vamos nós para mais uma viagem pelo terreno mais obscuro do Universo: a mente humana.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios

Discussão no Facebook acaba em agressão

brigaDois caras resolveram voltar às raias da Idade Média e partir pra porrada. Não que pessoas brigando seja novidade; o inusitado é saber ONDE a desavença começou: O Facebook! Os dois resolveram partir pras vias de fato, onde um saiu com uma facada na perna e outro quase teve a casa queimada.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Líderes muçulmanos na Indonésia querem controlar fiéis no Facebook

muculmano_internetEnquanto o Império do Mal muda de opinião como eu troco de camisa, montando uma rede social para os católicos, enquanto numa notícia anterior ele fala que Internet é feia, boba e chata, os Camelinhos de Alá mostram-se sempre “antenados” com as novas tecnologias e defendem arduamente o livre-arbítrio das pessoas. Será mesmo? Se for, avisem ao pessoal da Indonésia, pois quase 700 clérigos muçulmanos de lá se reuniram para estudar fórmulas para regular a participação em redes sociais pela internet como o Facebook e evitar que seus fiéis as usem para “atividades sexuais ilícitas”, ou seja, nada de ver mulher com o cabelo de fora via webcam. É haran, é pecado. Alá não gosta.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Cresce o ódio em redes sociais na Internet

hateO ser humano não muda. Não importa se cara-a-cara ou se está atrás de um muro ou se escondendo na Internet. É da natureza humana o ódio e a tendência ao separatismo, chauvinismo e preconceito. Somos uma espécie que só tem feito besteira entre si, mostrando que se há um milagre, foi o de não termos nos matado uns aos outros (ainda).

Militantes e grupos de promoção do ódio cada vez mais usam sites de redes sociais como o Facebook, MySpace e YouTube na função de ferramentas de propaganda para recrutar novos membros, de acordo com um relatório do Simon Wiesenthal Center. Parece que não foi mencionado o Orkut, porque eles só se preocuparam com redes sociais de primeiro mundo. Se vissem o Orkut encontrariam ódio, intolerância, crentes e miguxos. O relatório seria mais alarmante ainda.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »