Termorregulação de mamíferos marinhos impede que morram congelados

focaBaleias, golfinhos, focas e outros mamíferos marinhos podem gerar o próprio calor e manter uma temperatura corporal estável, apesar das condições ambientais variáveis. Assim como as pessoas, eles são homeotérmicos endotérmicos – ou seja, são animais “de sangue quente”. Mas esses mamíferos são especialistas em termorregulação: suportam temperaturas na água, que chegam a –2 ºC e temperaturas do ar de –40 ºC.

Ann Pabst, zoóloga marinha da Universidade da Carolina do Norte, em Wilmington, explica como os mamíferos marinhos conseguem sobreviver ao frio extremo. As águas oceânicas polares podem chegar a –2 ºC negativos. Mesmo em regiões temperadas ou tropicais, a água do mar pode atingir –1 ºC em grandes profundidades.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: