O amor é genético

amor_genesDurante muito tempo, na noite de 12 de junho, jovens adormeciam com a chave de casa debaixo do travesseiro. A esperança era de que sonhassem com o pretendente. Os anos passaram, os caminhos para encontrar o amor se modificaram, mas alcançar esse objetivo ainda é o desejo de muitas pessoas. Embora a busca seja árdua, a ciência descobriu que os genes podem ajudar na procura pela alma gêmea. O termo, aliás, remonta à mitologia grega. O fundamento para a atração entre os casais seria o fato de que, no princípio, havia três sexos: o masculino, o feminino e o andrógino,representado por seres duplos, cuja força e inteligência eram notáveis. Julgando-se perfeitos, ameaçavam os deuses. Para ensinar-lhes a humildade, Zeus decidiu dividi-los. Daí em diante, as metades separadas foram condenadas a vagar em busca da outra parte.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: