Fanáticos religiosos recusam tratamentos médicos em nome de Deus

house_fe“A mão que afaga é a mão que apedreja”. É o que vem na minha mente quando eu vejo o que a fé tem feito na vida das pessoas. Falam que é bom ter fé, que é necessário ter uma religião para ajudar nas horas difíceis. O que eu vejo é que muitas “horas difíceis” são acarretadas por uma fé tola e irracional, por uma crença estúpida, ridícula e, por vezes, assassina!

Vemos nos jornais o que o fanatismo religioso proporciona às pessoas, onde crianças não são vacinadas, pessoas se recusam a tratamento médico e outros se julgam curados até notarem que é tarde demais, e mesmo assim atribuem o acontecido à vontade de um ser tido como divino e seus misteriosos desígnios, que, ao que parece, precisa ver pessoas sofrerem para que saiba que elas realmente o aceitam, ou então, proporciona “lições” através de dor, sofrimento e morte, afim de “ensinar” algo. O que, nem mesmo os religiosos sabem.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: