Cresce o ódio em redes sociais na Internet

hateO ser humano não muda. Não importa se cara-a-cara ou se está atrás de um muro ou se escondendo na Internet. É da natureza humana o ódio e a tendência ao separatismo, chauvinismo e preconceito. Somos uma espécie que só tem feito besteira entre si, mostrando que se há um milagre, foi o de não termos nos matado uns aos outros (ainda).

Militantes e grupos de promoção do ódio cada vez mais usam sites de redes sociais como o Facebook, MySpace e YouTube na função de ferramentas de propaganda para recrutar novos membros, de acordo com um relatório do Simon Wiesenthal Center. Parece que não foi mencionado o Orkut, porque eles só se preocuparam com redes sociais de primeiro mundo. Se vissem o Orkut encontrariam ódio, intolerância, crentes e miguxos. O relatório seria mais alarmante ainda.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: