Livro traz imagens assustadoras e poéticas de dissecação no século XX

corpo_humanoO conjunto de objetos familiares ameaçados pela tecnologia digital inclui o velho (livros, quadros) e o novo (CDs). Há também o corpo humano, que conta como ambos. Não os corpos que nós usamos, mas aqueles que permitimos serem usados por profissionais da medicina durante seus estudos, para que se familiarizem com o terreno. Dissecar um cadáver tem feito parte da educação médica há milênios. Todavia, o cadáver que entra na sala de anatomia com a bênção tanto do último dono quanto do Estado é, na verdade, um fenômeno bastante novo.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: