Exame de sangue permite prever depressão pós-parto

mulher_tristeConhecida também como depressão puerperal é diagnosticada como uma instabilidade emocional que surge nas primeiras semanas seguidas ao parto e atinge cerca de 13% das mulheres que deram à luz. Para ser caracterizado um quadro de depressão os sintomas devem persistir por mais de 15 dias. Em alguns casos, no entanto, os sintomas podem durar meses, até anos, e, muitas vezes, exige psicoterapia e uso de antidepressivos.

A depressão pós-parto (DPP) provoca tristeza profunda, insônia, perda de apetite, oscilação de humor, ansiedade, excesso ou ausência de cuidados com o bebê, dificuldade em tomar decisões, choro freqüente, perda de memória, sentimento de culpa ou sensação de impotência. Há situações em que a mãe precisa dividir as tarefas de cuidar do bebê com outras pessoas até sua recuperação.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: