Cientistas encontram pegadas de 1,5 milhões de anos

pezaoPesquisadores encontraram em Ileret, Quênia, pegadas de cerca de 1,5 milhões de anos, pertencentes a hominídios e publicaram na revista Science um artigo descrevendo a descoberta dessas antigas pegadas. Tal descoberta dá uma visão clara aos antropólogos de como os pés de nossos ancestrais se pareciam; e elas parecem bem… humanas! Mas, antes, vamos entender um pouco sobre o que significa andar sobre duas patas/pés.

O processo evolutivo nos permitiu um diferencial imenso: o bipedalismo, isto é, a capacidade de andar em duas pernas, numa postura ereta. Tal ocorrência nos possibilitou equilibrar nosso grande cérebro, apesar de cobrar um preço: maiores tendências a sofrermos com dores nas costas e problemas nos joelhos, já que a carga de nossa massa corporal divide-se sobre as articulações do joelho. Você viu algum cachorro com problema no menisco? Em contrapartida, nossas mãoes estão livres para explorar e manipular o ambiente, apesar que nossos pés, diferentes de muitos símios, não são capazes de segurar em galhos. A Evolução nos dá, a Evolução nosa toma: Louvada seja a Evolução.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: