Algas oferecem oxigênio para uma em cada cinco aspirações

algasEm 1953, quando Sylvia Earle começou a estudar as algas, as plantas marinhas e os micróbios a elas relacionados, eles eram considerados como ervas daninhas marítimas ou pior. Os proprietários de barcos as ridicularizavam como uma forma de lixo que transformava certas porções do mar em um caldo espesso como uma sopa de ervilhas.

Atualmente, Earle aponta que uma das espécies de algas que ela vem estudando ¿ a Prochlorococcus, pequena a ponto de caber dentro de uma gota de água – ganhou fama como talvez o mais abundante dos organismos fotossintéticos da Terra, responsável pela liberação diária de incontáveis toneladas de carbono na atmosfera.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: