Pesquisadores estudam como fazer robôs com cérebros quase humanos

comandante_dataOs fãs de Ficção Científica sempre sonharam com robôs com processos cognitivos semelhantes aos humanos, como é o caso do Comandante Data, mas fica difícil de saber se estes robôs sonhariam com ovelhas eletrônicas. O complicado disso é entender o máximo possível como se processam as informações no cérebro, bem como a complexidade de processos químicos e físicos, oriundos de bilhões de anos de evolução biológica, sob os cruéis efeitos da Seleção Natural.

Ao que parece, as pesquisas estão promissoras e parecem estar chegando lá. Não sei se chegaremos ao um “cérebro positrônico”, mas com certeza já temos as chamadas redes neurais artificiais. O futuro já chegou faz tempo, pessoal. Que o diga dois cientistas que estão conseguindo bons resultados nesse campo.

Clique aqui para ler o restante deste artigo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: