Tribunais islâmicos no Reino Unido

no_shariaA mulher vestida de preto queria um divórcio islâmico. Ela disse ao juiz religioso que seu marido batia nela, a xingava e queria que ela morresse.

Mas seu marido era contrário, e o estudioso islâmico que julgava o caso parecia determinado a manter o casal unido. Assim, ao pressentir a derrota, ela trouxe sua arma secreta: seu pai. Um homem barbado vestindo túnica longa entrou no recinto e descreveu seu genro como sendo um homem colérico que enganou sua filha, fugiu da polícia e humilhou sua família.

Continue lendo »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: