Cientistas acham registro mais antigo de sexo entre vertebrados

A besteirada dos criaBURRIcionistas ganhou de presente mais um headshot! Um grupo de cientistas australianos descobriu um fóssil de placodermo de 380 milhões de anos prestes a dar à luz. Caso você não saiba, os placodermos representam uma classe de peixes pré-históricos. A sua principal característica, que lhes deu o nome científico de Placodermi, era a cobertura da cabeça e tórax por armaduras articuladas de placas dérmicas. O resto do corpo podia estar, ou não, coberto de escamas. Os placodermos foram um dos primeiros grupos de peixes a desenvolver dentes e mandíbulas, que evoluíram provavelmente a partir dos arcos branquiais.

Os exemplos existentes de fósseis de animais no momento de procriar são extremamente raros, e este novo espécime retrocede em 200 milhões de anos a data recorde de um nascimento que se tem conhecimento. Com cerca de 380 milhões de anos, o material antecipa em 200 milhões de anos os registros de fertilização interna e da capacidade de parir filhotes vivos gerados dentro do corpo da mãe. O peixe pertence a um novo gênero e foi encontrado em um sítio no oeste da Austrália. Read more »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: