Argélia: mudança de religião causa condenação

A briga pela clientela por fiéis anda acirrada no mundo religioso. Na Argélia, seis homens que professavam a fé islâmica e ‘debandaram’ para o lado dos cristãos foram:
a) processados,
b) condenados à prisão (de até dois anos) e multa (de até oito mil dólares).

O argumento usado? Pregar uma religião não-islâmica sem a aprovação do governo.
É óbvio que isso é uma absurda idiotice, haja vista que a própria Constituição daquele país garante o direito à liberdade de consciência religiosa, assim como a Constituição brasileira.

Ah…..mas veja só, meus caros: as leis infra-constitucionais de lá, desde o ano de 2006, têm determinado que a legalidade de funcionamento de congregações não-islâmicas pressupõe prévia autorização (licença) governamental. Read more »

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: