O valor da religião no mundo

A Pew Global Attitudes Project fez sair recentemente um estudo onde, entre outras coisas, analisa uma eventual correlação entre religião e o PIB per capita.

A medição de “religiosidade” varia numa escala de 0 a 3 (sendo 3 o nível mais religioso), com a pontuação atribuida da seguinte forma: 1 ponto se os inquiridos consideram que “a fé em deus é necessária para a moralidade”, 1 ponto se os inquiridos consideram que “a religião é importante nas suas vidas”, e 1 ponto se os inquiridos consideram que “rezam pelo menos uma vez por dia”.

Os resultados aí estão para observar sem mais: nas nações mais pobres a religião mantém-se central na vida dos povos, enquanto que perspectivas mais seculares são comuns nas nações mais ricas.

Note-se contudo que a correlação diz respeito a nações e não a indivíduos, i.e., não podemos do gráfico concluir que existe correlação entre um indivíduo ser pobre e ser muito religioso, ou ser rico e ser pouco.

Os povos globais são agudamente divididos em cima da relação entre religião e moralidade. Na maioria da África, Ásia e o Oriente Médio, há consensos fortes de que a convicção em Deus é necessária para moralidade e valores de bem. A Europa, porém, pensa que moralidade é realizável sem fé. Enquanto isso, as opiniões estão mais misturadas nas Americas, enquanto que nos Estados Unidos onde 57% dizem que acreditar em Deus tem valores bons e ser moral, enquanto que 41% discordam.

A pesquisa acha uma relação forte entre a religiosidade de um país e seu estado econômico. Esta relação geralmente está consistente em seus grupos de regiões e países, embora haja algumas exceções, como os Estados Unidos que são um país muito mais religioso apesar de seu nível de prosperidade. Outras nações divergem do padrão, como um país predominantemente muçulmano–e muito religioso–reino de Kuwait, que vive do petroleo.

A pesquisa também mediu a opinião global sobre assuntos sociais contemporâneos, encontrando uma mistura de visões tradicionais e progressivas. Ao longo da Europa Ocidental e a maior parte das Americas, há tolerância difundida para a homossexualidade. Porém, os Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul e Israel estavam além de outras nações ricas neste assunto; em cada um destes países, pelo menos metade dos entrevistados dizem que a homossexualidade deveria ser aceita através de sociedade. Enquanto isso, na maioria da África, Ásia e o Oriente Médio, há muito menos tolerância para a homossexualidade.

Relativo a assuntos de gênero, há un consenso geral de que meninos e meninas deveriam receber educação. Pelo menos em todos os 47 países inspecionados, sete em dez acreditam que a educação é igualmente importante para os meninos e meninas. A maioria dos entrevistados também acreditam que os homens e mulheres estão igualmente qualificados para a liderança política, embora haja menos concordancia neste assunto.

Notavelmente, em vários paises, predominantemente muçulmanos – inclusive Mali, os territórios palestinos, Kuwait, Paquistão e Bangladesh – a maioria diz que os homens sao melhores como líderes políticos. A pesquisa também perguntou freqüentemente por outro assunto polemico: as mulheres muçulmanas que usam o véu.

Em 15 de 16 paises muçulmanos inspecionados, a maioria diz que as mulheres deveriam ter o direito para decidir se elas usarao um véu.

O estudo completo pode ser encontrado aqui, em ingles.

Anúncios

7 Respostas

  1. Valdomiro, engula essa !

    Mais uma vez, vc estava errado…

    😀

  2. Isto é até meio óbvio, um país que apoia a religião certamente irá desprezar a ciência…

  3. Muito bom esse estudo. Só achei ele incrivelmente simples no quesito “escala de religiosidade” – não estou dizendo que esteja errado, apenas sinto-me pouco confortável com essa “simplicidade” toda.

    Mas que o resultado faz todo sentido, isso faz..

  4. E andre, gostaria de pedir um humilde comentário seu neste tópico, olhe se ficou a seu agrado:
    http://originalidade.wordpress.com/2007/11/01/todo-sofrimento-acabara-em-breve/

    /Depois de um peido alto, Canedo diz/

    Fui eu que fiz!

  5. hahahaha
    Eu pensei em falar que era ateu, que eu tava com o demônio no corpo… mas a mulher que veio aqui era uma loira gostosa pra cacete… aí fiquei até com dó…

  6. Pois eu li. Só NÃO ACREDITEI 😉

  7. ?????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: